Jean Piaget

Sir Jean William Fritz Piaget (Neuchâtel, 9 de agosto de 1896 - Genebra, 16 de setembro de 1980) foi um epistemólogo suíço, considerado o maior expoente do estudo do desenvolvimento cognitivo.

Estudou inicialmente biologia, na Suíça, e posteriormente se dedicou à área de Psicologia, Epistemologia e Educação. Foi professor de psicologia na Universidade de Genebra de 1929 a 1954; tornando-se mundialmente reconhecido pela sua revolução epistemológica. Durante sua vida Piaget escreveu mais de cinqüenta livros e diversas centenas de artigos.

Seymour Papert usou o trabalho de Piaget como fundamentação ao desenvolver a linguagem de programação Logo. Alan Kay usou as teorias de Piaget como base para o sistema conceitual de programação Dynabook, que foi inicialmente discutido em Xerox PARC. Estas discussões levaram ao desenvolvimento do protótipo Alto, que explorou pela primeira vez os elementos do GUI, ouInterface Gráfica do Usuário, e influenciou a criação de interfaces de usuário a partir dos anos 80.

Implicações da teoria de Piaget para a educação

Compreender que as crianças aprendem segundo uma escala própria e de acordo com os seus interesses e transpor esta consciência para a prática - despertar interesse.
Reconhecer que o papel fundamental do educador deverá ser o de facilitador das descobertas em vez de um distribuidor de conhecimentos. Na idade pré-escolar as crianças têm necessidade de envolver o seu corpo na maioria das actividades. Sempre que possível as actividades devem envolver as crianças fisicamente pois verifica-se que deste modo a assimilação de conceitos é mais fácil. Não devemos esperar resultados imediatos da nossa interacção com as crianças. É fundamental acreditar que toda a interacção que temos com as nossas crianças tem alguma consequência no futuro. Mais tarde, ainda que não se lembrem conscientemente do que foi trabalhado, o seu inconsciente fará com que imagens e conceitos abstractos novos sejam mais facilmente compreendidos.
Perceber que existem algumas áreas do conhecimento que não podem ser "ensinadas" mas que se aprendem através da experiência. Ajudar a criança a focar a atenção sobre o processo fazendo perguntas (O que é que fizeste para que isso acontecesse?).
Incentivar a criança a pensar e a prever o resultado das acções e avaliar as previsões em termos de resultado (O que é que achas que vai acontecer?). Quando a criança tem consciência das incoerências e limitações do seu próprio pensamento (desequilibração) proporcionar-lhe vocabulário de ajuda para integrar essas novas ideias - é esta a reintegração de perspectiva da realidade que conduz a um nível superior de pensamento e de crescimento cognitivo.

terça-feira, 26 de julho de 2011

O estimulo do conhecimento das crianças dá-se com a interacção com objectos variados e com a observação de outras crianças a interagirem com os mesmos objectos.

O grande piaget

Através da minuciosa observação de seus filhos e principalmente de outras crianças, Piaget impulsionou a Teoria Cognitiva, onde propõe a existência de quatro estágios de desenvolvimento cognitivo no ser humano: o estágio sensório-motorpré-operacional (pré-operatório), operatório concreto e operatório formal.